Blog F1 Cia Imobiliária

Custo de vida em Florianópolis: morar em Floripa é caro?

Custo de vida em Florianópolis: morar em Floripa é caro?

Florianópolis foi considerada a terceira melhor cidade brasileira para se morar, segundo uma pesquisa da Organização das Nações Unidas (ONU).

De acordo com a instituição, Floripa pontuou 0,800 em educação, 0,873 em expectativa de vida, e 0,870 em renda.

Além disso, a ilha de Santa Catarina não deixa de ser considerada como uma ótima opção em outros indicadores nacionais.

Mas afinal, qual é o custo de vida em Florianópolis? Será que morar na ilha da magia é muito caro?

Neste artigo, te explicaremos tudo isso. Boa leitura!

Onde fica Florianópolis?

Florianópolis é a capital do estado de Santa Catarina. O município, junto ao estado brasileiro, está localizado na Região Sul.

É importante destacar que Florianópolis fica localizada na Ilha de Santa Catarina, como também em um trecho continental. Assim, as ligações são feitas por pontes.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2021, a cidade tinha uma população de 516.524 habitantes.

Entre as capitais brasileiras, Floripa possui a maior pontuação do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), definido pelas Nações Unidas.

A cidade é vista por muitos como um bom espaço para criação e empreendedorismo. Não à toa, a cidade foi considerada pela ONU para a Unesco, em 2014, como uma das cidades criativas do Brasil.

Embora seja um município que se destaque por sua dinamicidade, a capital ainda é bastante tradicional, principalmente no sul da Ilha, onde moram pequenos pescadores locais.

Quais são as características de Florianópolis

Custo de vida em Florianópolis: morar em Floripa é caro?

A capital de Santa Catarina é um município localizado tanto no continente, quanto na Ilha de Santa Catarina.

Por esse motivo regional, a atividade de pesca é muito forte, o que também pode ser notado na culinária local, que é fortemente baseada em peixes e frutos do mar.

Além disso, a economia do município se destaca no setor terciária, com atividades de turismo, serviços e tecnologia da informação.

O seu clima é considerado subtropical úmido. A cidade conta ainda com muitas praias, pois, afinal, boa parte de Florianópolis está localizada em uma ilha.

A educação oferecida na Ilha da Magia é de alta qualidade. Inclusive, a região conta com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), como também a Universidade do Estado de Santa Catarina.

Além disso, a expectativa de vida dos habitantes de Floripa é de 77,35 anos. Já a renda per capita é de R$ 1.798,12.

O custo de vida em Florianópolis é mais caro na Ilha ou no continente?

Como já dito anteriormente, é possível morar tanto no continente, quanto na Ilha de Santa Catarina.

No entanto, quem busca economizar se questiona quanto ao custo de vida nas duas regiões.

É mais caro viver na Ilha de Santa Catarina do que no continente, visto que alguns valores são mais altos, como por exemplo o valor dos imóveis.

De qualquer forma, é importante lembrar que a questão de valores varia com o bairro. Assim, em bairros nobres, o custo será maior, e em bairros mais comuns, menor.

Qual a média de aluguéis na ilha?

Os aluguéis de imóveis em Florianópolis são, na maioria das vezes, de alta qualidade. A média de valores depende muito da metragem do imóvel, bem como a sua localidade.

Em áreas mais nobres e completas, no litoral ou na Ilha, os aluguéis variam de R$ 1 mil a R$ 9 mil.

No entanto, na Região Central, é possível encontrar aluguéis mais baratos. Imóveis menores, como quitinetes, estão em torno de R$ 900.

Já apartamentos comuns, em áreas mais baratas, se encontram entre R$ 1,5 mil a R$ 2 mil.

Alimentação: qual é o custo de vida em Florianópolis?

A alimentação em Florianópolis apresenta valores elevados, de acordo com o Índice de Custo de Vida, produzido pela Udesc.

O último estudo, datado em junho de 2022, constatou que a inflação dos alimentos foi de 1,36%.

Além disso, a pesquisa mostra que os alimentos que se tornaram mais caro são justamente os comprados em supermercados e feiras.

Confira os alimentos que apresentaram maior alta em Florianópolis:

  • leite longa vida (21,6%);
  • queijo minas (6,2%);
  • leite em pó (6,2%);
  • iogurte (6%).

Em restaurantes, houve uma inflação de 0,57%, que embora pequena, pode ser sentida no bolso.

Nesse sentido, conclui-se que as pessoas que desejam morar na Ilha da Magia precisam ter uma renda considerável para comer bem.

É claro que não se deve desconsiderar procurar em mercados de regiões mais baratas, bem como em feiras, que costumam ser ligeiramente mais em conta do que mercados.

Para quem deseja comer fora, é possível escolher por opções variadas, que se adequem ao seu poder aquisitivo.

Quanto custa se deslocar em Florianópolis?

É importante pensar na mobilidade urbana em Florianópolis, visto que a capital interliga continente e Ilha por pontes.

Nesse sentido, para quem possui o próprio automóvel, o combustível costuma acompanhar o valor do Brasil.

Por conta do governo estadual ter reduzido a incidência do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em combustíveis, de 25% a 17%, a gasolina tem sido vendida entre R$ 6,39 a R$ 7.

É importante frisar que os valores dos combustíveis podem variar de acordo com o ICMS, a inflação regional e os reajustes da Petrobras.

Já para quem utiliza transporte público, os ônibus em Florianópolis têm tarifas de R$ 4,50 no dinheiro e R$ 4,38 no cartão.

Para viagens executivas em áreas urbanas, a passagem custa R$ 8. A tarifa para regiões distritais é de R$ 11.

Entretenimento, cultura e lazer

Florianópolis é uma cidade com muita opção de entretenimento, cultura e lazer. As praias, por exemplo, são bastante visitadas para quem procura tomar um banho, ver o pôr do sol ou fazer exercícios físicos.

Nesse sentido, não se preocupe que os gastos não são muito grandes.

No entanto, para quem deseja curtir bares e restaurantes da região, um almoço em uma região cara, por exemplo, pode custar em média R$ 91,67.

A cerveja em garrafa na região costuma custar por meio de R$ 11.

Já em boates, o valor da entrada varia entre R$ 50 a R$ 70.

Existe uma vasta quantidade de cinemas e teatros na região, sendo o custo dos ingressos, em média, de R$ 30 a R$ 80, respectivamente.

Qual o custo de vida em Florianópolis em relação à educação?

A educação em Florianópolis costuma ser de alta qualidade. Por isso, quando não se opta por instituições públicas, os valores da mensalidade em escolas privadas são:

  • ensino infantil: média de R$ 1 mil;
  • ensino fundamental: média de R$ 1,2 mil;
  • ensino médio: média de R$ 1,1 mil.

Para ensino superior, a Universidade Federal de Santa Catarina é a mais buscada, visto que é considerada uma das melhores em todo o Brasil.

Quais são as regiões mais caras e as mais baratas

Custo de vida em Florianópolis: morar em Floripa é caro?

O custo de vida de Florianópolis ainda pode variar de acordo com as regiões mais caras e baratas do município.

A região central e norte costumam ser as mais caras. Dentre alguns bairros de custo de vida mais elevado, podemos citar:

Ao se direcionar para o Leste e Sul da Ilha e para a Região Continental, os valores costumam cair.

Na Ilha, mesmo que no sul, é possível que os valores sejam um pouco mais elevados do que na região continental, mas ainda mais baratos do que os da região central e norte.

Os bairros mais em conta de Florianópolis são:

  • coqueiro;
  • balneário estreito;
  • estreito.

A qualidade de vida que a cidade oferece compensa o valor do custo de morar aqui?

Morar em Florianópolis não é, com certeza, a opção mais em conta. Os valores são um pouco elevados, como podemos observar no artigo.

Contudo, a qualidade de vida em Floripa é muito grande. A cidade é cercada por praias, garantindo assim uma boa qualidade de ar.

Além disso, é mais fácil de encontrar peixes e frutos do mar frescos, naturais do mar e não de criadouros.

Por ser uma cidade litorânea e ainda uma Ilha, Florianópolis dispõe de diversas atividades ao ar livre.

Em algumas regiões, como no sul, por exemplo, o descanso é garantido.

O transporte talvez seja o ponto mais complicado da cidade, mas que pode ser resolvido ao escolher um imóvel próximo ao seu serviço e/ou escola.

A F1 Cia. Imobiliária conta com os melhores imóveis da região, tanto para venda, quanto para aluguel.

Com um grande catálogo, é possível escolher a região que corresponde à renda da sua família. Conheça as ofertas!

Conclusão

O custo de vida em Florianópolis é considerado de médio a alto. Isso se dá por conta da economia, clima e qualidade nos serviços prestados na região.

Além disso, as condições regionais contam muito no aumento dos valores. Afinal, morar em uma cidade sem acesso à praia pode ser mais barato do que morar em uma ilha.

Vale ressaltar ainda que o custo de vida de Florianópolis se reflete em tudo o que a cidade tem a oferecer. Se você busca por qualidade de vida, encontre um bom bairro de Floripa para viver.

Gostou deste artigo? Leia também: “Praias de Florianópolis: confira a lista com as mais belas praias da região”.

Para mais informações relevantes sobre a vida em Florianópolis, acompanhe o nosso blog! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Whatsapp
💬 Olá, precisa de ajuda?
Olá 👋
Podemos te ajudar? 😍